2 de abr de 2012

Madruga de hoje

O sono não vem, mas cansado estou...
Muito cansado de tanto me cansar...
Da labuta...de controlar a conduta.
De ser o que não sou...
Um personagem que a necessidade criou...
Personalidade que o sistema padronizou...e aceita...
E se não aceitar sou excluído, segregado, abafado,
Calado, escondido, corrompido, seduzido a me entregar.
Me entregar porque?
Tenho tanto a dizer...
Tenho tanto a criticar...
Tenho tanto a questionar...
Tenho tanto...
Tenho tanto...
Tenho tanto ´´tantos´´
Que são dificilmente aceitos...por não soar gostoso aos ouvidos iludidos.

Mas tanto quanto for necessário não vou me entregar, mesmo se for
Excluído, segregado, abafado,
Calado, escondido, corrompido,
seduzido a me entregar.

Não vou me entregar!
Jamais...NUNCA!

O sono não vem, mas cansado estou...
Muito cansado de tanto me cansar...
Da labuta...de controlar a conduta.
De ser o que não sou...
Reproduzindo a madrugada de ontem no hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário